Monthly Archive: Setembro 2018

Conheça um tratamento natural para Artrite Reumatoide 0

Conheça um tratamento natural para Artrite Reumatoide

Se você sofre com a artrite reumatoide – ou se conhece alguém que sofre – você precisa ler este artigo!

Hoje vamos falar de um novo tratamento natural para artrite reumatoide. E o melhor de tudo: sem efeitos colaterais!

Mas antes de mais nada, precisamos entender melhor o que significa dizer que um tratamento natural…

Em poucas palavras, um tratamento natural é todo aquele que utilizará de substâncias que estão disponíveis na natureza para tratamento de alguma condição ou enfermidade.

Eles diferem, por exemplo, dos tratamentos alopáticos, ou seja, o tipo de tratamento que utiliza substâncias obtidas em laboratório.

E embora a medicina tradicional ainda prefira fazer uso deste tipo de tratamento, cada vez mais reconhece os inúmeros benefícios dos tratamentos naturais.

E isso tem tudo a ver com o que vamos falar aqui hoje!

Tratamento natural com Moringa

Pode ser que você nunca tenha ouvido falar desta planta antes. Se esse for o caso, você precisa conhecê-la hoje mesmo!

Isso porque, além de seus incontáveis benefícios para a saúde de uma forma geral, ela também têm se mostrado extremamente eficaz no tratamento das artrites, e mais especificamente contra a artrite reumatoide.

Como comentamos em outro post, existem alguns tratamentos alternativos para o tratamento da artrite. Porém, a Moringa Oleífera, além de agir como um ótimo paliativo, tratando a dor, ela também auxilia na prevenção da doença.

E como isso acontece?

É muito simples! Nas folhas da Moringa Oleífera podem ser encontrados diversas vitaminas, nutrientes e anti-inflamatórios naturais.

Por exemplo, a nas suas folhas, é possível encontrar cerca de 7x mais vitamina C do que em alimentos cítricos como a laranja. Esta vitamina é importante porque age retirando as impurezas do corpo, e ajudando a aumentar a imunidade.

Além disso, a Moringa também é extremamente rica em antioxidantes naturais (cerca de 46 ao todo). Eles são importantes porque ajudam a combater os radicais livres e o envelhecimento das células. Uma alimentação rica em antioxidantes é extremamente importante no tratamento da artrite reumatoide.

Outro nutriente importante são os 36 anti-inflamatórios naturais que encontramos nas suas folhas. Juntos, eles ajudam a combater inflamações do corpo, o que é um dos principais problemas nos casos de artrite.

E aqui nós citamos apenas alguns dos inúmeros benefícios desta planta!

Que outros benefícios da Moringa Oleífera você conhece? Deixe seu comentário aqui embaixo!

O post Conheça um tratamento natural para Artrite Reumatoide apareceu primeiro em Bem de Saúde.

Entenda a diferença entre a Trombose e a Embolia 0

Entenda a diferença entre a Trombose e a Embolia

Embora os termos ‘trombose’ e ‘embolia’ pareçam dois nomes diferentes para a mesma coisa, não são!

Na verdade, existem algumas diferenças entre os dois termos. Que tal conhecer elas agora?

O que é a Trombose

A trombose acontece quando há a formação coágulos sanguíneos no interior das veias ou das artérias.Esse coágulo é capaz de bloquear o fluxo de sangue, o que pode causar dor e inchaço na região.

Ela se divide basicamente em dois tipos:

Trombose Venosa Profunda: acontece quando há a formação de um trombo, ou coágulo sanguíneo, no interior dos vasos sanguíneos.
Trombose Arterial: diferentemente da anterior, é quando o trombo se forma no interior das artérias.

Pode acontecer em qualquer parte do corpo, como nas veias grandes das pernas e das coxas. Porém, quanto mais próximo do coração, maior o risco de complicações.

As causas para o surgimento de um coágulo podem ser várias, tais como lesões traumáticas, alteração nos mecanismos de coagulação ou circulação, feridas ou imobilização no leito.

Além destas, também o uso inadequado de anticoncepcionais, lesões na parede dos vasos sanguíneos

Alguns dos sintomas mais comuns são:

Calor na região afetada
Pele avermelhada ou azulada
Inchaço
Dor

Mas afinal, qual a diferença entra a trombose e a embolia?

O que é a Embolia

Quando os trombos se desprendem de seu ponto de fixação e são arrastados pela corrente circulatória recebem o nome de êmbolos.

Portanto, a embolia se dá no momento em que um êmbolo chaga a um vaso de diâmetro inferior ao seu e o deixa obstruído. Isso faz com que haja uma interrupção da circulação de sangue em alguma área do corpo.

É o que acontece, por exemplo, no caso do acidente vascular cerebral, o AVC.

Porém, vale alertar que nem todos os Êmbolos são coágulos sanguíneos. Além dos coágulos sanguíneos, considera-se que três tipos fundamentais de êmbolos:

Sólidos
Líquidos
Gasosos

Os êmbolos sólidos são constituídos por fragmentos de tecidos mortos, aglomerados bacterianos ou fragmentos ósseos procedentes de fraturas.

Por outro lado, os êmbolos líquidos são formados por gotículas de gordura desprendidas, por fratura da medula óssea ou por óleos introduzidos acidentalmente nos vasos sanguíneos por injeções intramusculares.

Já os êmbolos gasosos são constituídos geralmente por ar introduzido na corrente circulatória através de um traumatismo numa veia de diâmetro considerável.

Portanto, e como você pode perceber, trombose e embolia, embora tenham relação, não são as mesmas coisas.

Vale também lembrar que a melhor forma de diagnosticar a trombose é consultar um médico, que poderá fazer os exames necessários.

Curtiu este artigo? Deixe seu comentário aqui embaixo!

O post Entenda a diferença entre a Trombose e a Embolia apareceu primeiro em Bem de Saúde.

0

4 razões porque a Moringa é a melhor aliada no tratamento da dor

Dor:  “Experiência sensitiva e emocional desagradável associada ou relacionada a lesão real ou potencial dos tecidos”.

Ao menos essa é a definição estabelecida pela IASP, a  Associação Internacional para estudos da Dor (International Association for the Study of Pain no original). 

E, infelizmente, embora a dor seja muito desagradável (e muitas vezes incapacitante), é uma experiência pela qual todos nós já passamos. Porém, é certo que nem todas as dores são iguais e nem todos sentimos do mesmo modo, afinal, ela é sempre subjetiva. 

Elas podem ter origens extremamente diferentes, como um corte superficial, uma cólica ou o câncer, por exemplo. Além disso, também podem ser passageiras, a famosa dor aguda, ou duradouras, caracterizando um quadro de dor crônica.

Embora desagradáveis, as dores agudas são importantes para o corpo. Isso porque elas funcionam como um alerta biológico de que algo no seu corpo não vai bem. Porém, toda dor aguda que persiste por mais de 3 meses pode ser considerada crônica. E é aí que o problema acaba ficando mais sério porque a dor crônica não tem nenhuma função biológica.

Mas não importa a origem ou a duração, quem já a experimentou sabe de uma coisa: a dor é um problema. Além de desagradável, ela pode se tornar um problema muito grave!

Dor: um problema de saúde pública

A dor crônica pode interferir negativamente na vida das pessoas. Segundo revelou um estudo recente, cerca de 37% da população brasileira sofre com as dores crônicas!  As causas variam desde uma simples dor na coluna até a artrite reumatoide, por exemplo. E o pior é que segundo indicou o mesmo estudo, quem mais sofre com isso são mulheres na faixa de 40 anos.

É claro que dependendo da causa, podem ser várias as opções de tratamento. Porém, é preciso lembrar que quem opta por tratamentos farmacológicos tem de lidar também com os famosos efeitos colaterais. 

Felizmente, alguns tratamentos naturais a base de plantas têm se mostrado muito eficazes no tratamento da dor. É o caso dos tratamentos à base de Moringa Oleifera, que tem a capacidade de nutrir o corpo de maneira muito completa. 

Conheça agora os 4 nutrientes que tornam a Moringa Oleifera a aliada no tratamento da dor…

1. Ela tem 46 antioxidantes

E isso é ótimo, pois os antioxidantes atuam de modo a neutralizar os radicais livres perigosos no organismo. Em excesso, os tais radicais livres podem causar inúmeros danos ao corpo humano pois danificam as células sadias e causam dor.

Felizmente, ao consumir a Moringa Oleifera você pode dar uma ajudinha ao seu corpo. É simples: quanto mais antioxidantes, menos radicais livre perigosos no seu corpo. E, portanto, menores serão as dores.  

Além disso, os antioxidantes ajudam a combater os processos de envelhecimento do organismo, o que também é uma grande vantagem!

E cerca de 36 anti-inflamatórios

Não é à toa que os anti-inflamatórios sintéticos são os queridinhos da indústria farmacêutica! Eles são muito eficazes no tratamento de processos inflamatórios no organismo, algo comum na maioria dos casos de dor. 

Porém, quando em excesso, são capazes de prejudicar o funcionamento de algumas funções do organismo devido aos múltiplos efeitos colaterais. Felizmente, com a Moringa Oleífera você não teria esse problema.

Isso porque todos os 36 anti-inflamatórios presentes nas suas folhas são naturais e não prejudicam o organismo. Muito pelo contrário, eles nutrem o corpo e aliviam as dores. Portanto, ao incluí-la na sua rotina você só terá a ganhar!

15x mais potássio que a banana

Ele é o terceiro mineral mais abundante, regulando várias funções no corpo e auxiliando no tratamento das dores. Por outro lado, a sua falta é capaz de gerar fadiga e incômodo muscular, cãibras e inclusive dores de cabeça. Em outras palavras, o potássio é extremamente eficaz no tratamento da dor.

E, embora esteja quase sempre associado à banana, esse nutriente também pode ser encontrado em muitos outros alimentos. Porém, em nenhum outro alimento ele é encontrado em tão grande quantidade quanto nas folhas da Moringa Oleífera!

Pó e folha da Moringa Oleífera.

Além de 27% de proteína

Ao menos essa é a quantidade de proteína presente em 1 colher de sopa de Moringa Oleífera, o que equivale a um bife médio, por exemplo. 

Este nutriente é extremamente importante e está associado à várias funções. Ele é responsável por praticamente todas as funções do organismo. Sua falta é capaz de prejudicar funções básicas do corpo, causando fadiga, diminuição do sistema imunológico e, claro, dores. 

Por isso o consumo de Moringa ajuda a regular os níveis de proteína no organismo, a reparar os tecidos danificados e a combater a dor muscular! Em outras palavras, uma alimentação rica em proteínas é essencial no tratamento da dor.

Claro, sempre é válido lembrar que, para fazer um tratamento da dor mais efetivo, é importante continuar seguindo as recomendações do seu médico.

Porém, é fato que um corpo saudável e bem nutrido é capaz de combater mais facilmente as inflamações e as dores.

E agora você já sabe: quando o assunto é nutrição (e combate à dor) a Moringa Oleifera pode ser a sua maior aliada!

E se você conhece outros motivos que tornam a Moringa a maior inimiga da dor, comente aqui embaixo!

O post 4 razões porque a Moringa é a melhor aliada no tratamento da dor apareceu primeiro em Bem de Saúde.

Como funciona o tratamento da Artrite Reumatoide? 0

Como funciona o tratamento da Artrite Reumatoide?

Depois de muito sofrer com dores nas juntas que você não sabia explicar você foi ao médico. Ao sair de lá, você se depara com uma notícia desagradável: você é mais uma vítima da artrite reumatoide.

E aí, começam as dúvidas. Que doença é essa? Existe cura? E o tratamento da artrite, como funciona?

Pensando nisso, hoje fazemos um post dedicado unicamente a esse assunto!

Primeiramente, é importante entender que não existe cura. Porém, é possível fazer o tratamento da Artrite Reumatoide e existem alguns disponíveis.

Alguns impedem a progressão da doença, como os DMCDs. Alguns são paliativos e tratam apenas os sintomas, enquanto outros são medidas mais extremas, como cirurgias. Porém, os melhores tratamentos são sempre os preventivos!

Sem mais delongas, vamos conhecê-los um pouco melhor…

Os DMCDs

Embora pareça um nome complicado, esta é uma sigla para designar as Drogas Modificadoras do Curso da Doença (do inglês, Disease-modifying antirheumatic drugs).

Estas drogas fazem o tratamento da artrite reumatoide porque ajudam a diminuir a inflamação das articulações. Existem alguns tipos de DMCDs e cada um funciona de uma maneira diferente.

Por exemplo, alguns atingem o seu sistema imunológico como um todo, enquanto outros atingem apenas algumas células específicas.

Pros: É um tratamento muito efetivo para impedir a progressão da doença e ajudar a preservar as juntas.

Contras: Não ajudará necessariamente com as dores, caso a doença já esteja em estágio avançado. Além disso, pode ser muito caro, incluir efeitos colaterais como náuseas e tonturas e ser contraindicado em alguns casos.

Tratamentos Paliativos

Diferentemente do anterior, este tipo de tratamento da artrite reumatoide não necessariamente impedirá a progressão da doença. Porém, eles muitas vezes ajudarão no controle da dor.

Tratamentos paliativos incluem anti-inflamatórios e analgésicos como Dorflex, Torsilax, dentre outros. Este tipo de medicamento ajuda a diminuir a inflamação e, principalmente, a dor, por um período de tempo.

Outros tratamentos paliativos são feitos à base de corticoides, um tipo de medicamento mais forte e que ajuda especialmente no controle da dor.

Pros: Alguns deles efetivamente ajudam no controle da dor, permitindo que a pessoa volte a realizar atividades simples do dia a dia.

Contras: Apesar de realmente ajudar a aliviar as dores, seu tempo de duração é muito curto, podendo chegar a, no máximo, 12 horas. Após esse período, é necessário tomar novamente a medicação ou as dores voltarão. Além disso, incluem efeitos colaterais que podem ir de dores no estômago até o aumento de peso.

Cirurgia

Este é uma medida extrema para o tratamento da artrite reumatoide. Isso porque ela é recomendada em casos onde outros tratamentos não funcionaram ou deixaram se surtir efeitos.

A cirurgia é feita nas articulações atingidas pela artrite reumatoide e pode envolver a substituição total da articulação, a união dos ossos (artrodese), ou a remoção do revestimento da articulação (sinovectomia).

Pros: No caso da substituição total da articulação, pode realmente aliviar dores e impedir a progressão da doença, além de corrigir eventuais deformidades.

Contras: Como toda cirurgia, é um uma medida arriscada e, infelizmente não oferece garantias de que a doença não voltará.

Como você pode perceber, não há tratamento perfeito, e cada um deles tem seus prós e contras. Por isso, é preciso pensar bem e conversar com seu médico antes de inciar qualquer um deles.

Entretanto, como já dissemos, o melhor tratamento é sempre a prevenção!

O post Como funciona o tratamento da Artrite Reumatoide? apareceu primeiro em Bem de Saúde.

O que é nictúria e quais são as causas? 0

O que é nictúria e quais são as causas?

Talvez você nunca tenha parado para pensar, mas é durante o dia que sentimos mais vontade de urinar.

Isso acontece porque a excreção normal de urina realmente acontece predominantemente durante o dia.

Entretanto, se você é sente maior vontade de urinar durante à noite, você pode estar sofrendo de Nictúria.

Mas afinal de contas…

O que é a Nictúria?

Nictúria (ou Noctúria) é o nome dado à condição de pessoas que têm uma eliminação de volume anormal de urina durante a noite.

Ela costuma ser estar associada ao envelhecimento, mas pode ocorrer em adultos e jovens também. De acordo com algumas pesquisas, a nictúria pode contribuir para as quedas de pessoas mais idosas.

Apesar de não parecer séria, ela tem implicações negativas na qualidade sono. Porém, as implicações são mais graves já que, no decorrer do tempo a nictúria pode afetar também a qualidade de vida da pessoa.

Isso porque são frequentes os cortes do sono, o que gera maior cansaço e irritação durante o dia.

O que causa a Nictúria?

A verdade é que existem diversas causas possíveis para esta condição, como por exemplo, uma maior ingestão de líquidos à noite.

Vale lembrar também que, embora não seja um grave problema de saúde, a nictúria pode ser sinal de que algo não está bem com o seu corpo. Outras causas comuns para a Nictúria são…

Bexiga hiperativa
Diabetes
Remédios diuréticos
Infeção do trato urinário
Problemas renais

Vale lembrar que quando esta condição começa a afetar de maneira negativa a vida das pessoas, é hora de buscar tratamento!

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico da nictúria pode ser feito por um clínico geral ou por um urologista, que é o médico especializado em tratar doenças do trato urinário.

Primeiramente é feita a anamnese, ou seja, uma série de perguntas que visam entender melhor os sintomas. Por isso, vale a pena levar uma lista com os principais sintomas e incômodos para facilitar o diagnóstico.

Caso seja necessário, o seu médico poderá pedir alguns exames como de urina ou glicemia. Baseado nos resultados, o médico poderá indicar o melhor tratamento para o seu caso.

É importante lembrar que a automedicação não é uma boa saída! Por isso, caso os sintomas desta doença estejam atrapalhando a sua qualidade de vida, o ideal é sempre buscar um médico!

Gostou deste artigo? Deixe seu comentário aqui embaixo!

O post O que é nictúria e quais são as causas? apareceu primeiro em Bem de Saúde.

0

Artrite ou Artrose: você sabe a diferença?

Você sabe a diferença entre artrite e artrose?

Embora tenham nomes semelhantes, artrite e artrose são problemas de saúde muito diferentes…

Ambas são consideradas doenças reumáticas e tem como sintoma principal a dor intensa e diminuição da qualidade de vida.

Basicamente, tudo o que compromete as articulações, mais conhecidas como ‘juntas’, ganha o nome de artrite.

Porém, as causas para a artrite e artrose são muito diferentes e o tratamento também pode ser!

Então vamos conhecer melhor as causas destas doenças!

O que é artrite?

Tecnicamente, e como já falamos, artrite é toda doença que atinge as juntas, causando dor e rigidez nas articulações.

Porém, existe um tipo específico chamada artrite reumatoide, e é dessa doença que falaremos aqui.

A artrite reumatoide é um problema autoimune, ou seja, uma doença onde o corpo ataca o próprio organismo.

Os médicos e cientistas ainda não descobriram o que faz com que os anticorpos ataquem o próprio corpo. O que se sabe até agora, é que pode ser uma combinação de fatores internos e externos.

Isso quer dizer que pode ter a ver com a genética e o próprio sistema imunológico, mas que fatores como o estilo de vida também podem interferir no surgimento da doença.

O principais sintomas da artrite reumatoide são fortes dores nas articulações, que tendem a ficar inchadas, avermelhadas e quentes. Com o tempo, e se não houver tratamento, ela pode inclusive evoluir para graves deformidades.

Infelizmente não há ainda cura para a artrite reumatoide. Mas com o tratamento correto, que pode variar de caso para caso, é possível mantê-la sob controle.

Existem algumas opções de tratamento, porém, os mais comuns são à base de corticoides. O principal problema deste tipo de tratamento são os efeitos colaterais…

Mas afinal, qual a diferença entre artrite e artrose?

O que é a Artrose?
Embora sejam parecidas, artrite não é o mesmo que artrose!

Diferentemente da artrite reumatoide, a artrose não é necessariamente uma doença autoimune. Ela costuma ocorrer quando há um desgaste das cartilagens entre os ossos.

E justamente por afetar não apenas as cartilagens, mas também os ossos, a artrose também recebe o nome de osteoartrite.

Ela também é um dos tipos de artrite mais frequentes no mundo e a probabilidade de desenvolver ela aumenta com a idade. Isso porque o mau uso das articulações é uma das principais causas de artrose, especialmente a de joelhos.

Porém, assim como na artrite reumatoide, pode haver também um componente genético, ou seja, uma predisposição a desenvolver a doença. E as chances aumentam se houver histórico familiar da doença.

Entretanto, ter histórico na família não é sinal de que você desenvolverá a doença, viu?!

Assim como no caso da artrite reumatoide, a artrose não tem cura. Porém, com o tratamento adequado é possível manter a doença sob controle e impedir que ela piore.

O tratamento irá depender muito do grau da doença, mas algumas medidas como praticar atividades físicas de baixo impacto podem ajudar.

Uma boa sugestão são alongamentos, que ajudam a manter as articulações saudáveis por mais tempo!

Como você pode ver, apesar de serem doenças semelhantes, existe bastante diferença entre artrite e artrose. Porém, lembre-se que independente de ser artrite ou artrose, o melhor tratamento é sempre a prevenção!

E você conhecia as diferenças entre artrite e artrose? Deixe seu comentário aqui embaixo!

O post Artrite ou Artrose: você sabe a diferença? apareceu primeiro em Bem de Saúde.

0

Planta, alimento ou remédio: o que é a Moringa Oleífera?

Que a moringa é uma planta com potencial terapêutico extremamente elevado nós já sabemos. Mas pense rápido: O que ela é de verdade?  

uma planta
um alimento
um remédio, ou
todas as opções

Se você respondeu ‘todas as opções’, parabéns! Você acertou!

A Moringa, além de ser altamente resistente, é também extremamente versátil. Mas é claro que isso dependerá muito do seu objetivo…

Isso porque, dependendo do benefício que você deseja, a maneira de usá-la será diferente. Por exemplo, se você estiver com fome, ela pode servir de alimento. Ou, caso você esteja doente, você usar a Moringa como uma espécia de remédio.

Tecnicamente falando, e também segundo a definição do dicionário, a Moringa é uma planta.  Só que ela é uma espécie tão fantástica que é também chamada de “árvore da vida” pelos cientistas. Afinal de contas, ser tudo isso ao mesmo tempo não é para qualquer vegetal!

Mas, como ela pode ser todas essas coisas ao mesmo tempo?

Uma planta, 1001 utilidades

Ok, podem não ser exatamente 1001 utilidades. Mas não nos surpreenderia nem um pouco se fosse um número muito próximo a esse. A verdade é que no mundo vegetal não é tão incomum uma mesma planta servir para diversos propósitos….

Pense na laranjeira, cujos frutos nós comemos e cujas folhas podem servir para fazer um delicioso chá. Mas, por mais benefícios que uma planta possa oferecer, nenhuma se compara à Moringa Oleifera.

Então, prepare-se porque a partir de agora vamos falar um pouco sobre as 3 principais maneiras de se beneficiar com a Moringa.

1. Entre saladas e pães

Não é à toa que a Moringa Oleífera é considerada o maior superalimento descoberto até hoje!

Ela tem uma incrível capacidade de nutrir profundamente o corpo. São muitas as vitaminas e nutrientes presentes tanto nas suas folhas quanto nas flores, vagens e sementes.

O mais interessante é que a Moringa pode ser incluída na alimentação como o alimento mais completo que você vai consumir. E são várias as opções.

Por exemplo, as folhas, as vagens e as flores in natura, ou seja, frescas, podem ser consumidas como salada. Ou ainda, você pode preparar pratos mais elaborados e fazer refogados, sopas e sucos com essas partes da Moringa (apenas não se esqueça de lavá-las bem!).

Mas, se você deseja fazer pratos ainda mais elaborados, você pode usar a farinha de Moringa e criar receitas deliciosas. Com ele é possível fazer inúmeras receitas, que vão desde pães e sopas até sobremesas, por exemplo!

Mas ela também pode ser usada de outras maneiras…

2. Do chá às cápsulas

Além da nutrição do corpo, essa maravilhosa planta pode servir também como um medicamento natural muito potente.

As propriedades terapêuticas da Moringa já foram comprovadas em centenas de estudos, no Brasil e ao redor do mundo. Várias pesquisas comprovam a eficácia da Moringa em tratamentos contra artrite reumatoide, obesidade e até mesmo o câncer.

De uma maneira geral, você pode aproveitar o potencial medicinal dessa planta de pelo menos 3 maneiras diferentes: chá, cápsulas, ou óleo. 

Você pode, por exemplo, fazer uma infusão com as folhas e se deliciar com um chá de Moringa. Porém, você também as cápsulas de Moringa, que contém o pó e todas as suas propriedades medicinais.

Essa é, de acordo com os cientistas, a melhor forma de consumir a Moringa. Porém, embora seja verdade que alguns modos de consumi-la lhe trarão mais benefícios que outros, consumi-la, seja da forma que for, trará benefícios para sua saúde.

E para terminar, a partir das sementes também é possível obter um óleo muito rico em propriedade terapêuticas. Esse óleo obtido das sementes da planta pode ser usado para tratar da pele e dos cabelos, por exemplo.

Mas essa não é a única utilidade das sementes da Moringa Oleífera…

3. Purificador de águas

Esse uso é provavelmente o mais inesperado. Mas levando em consideração que a Moringa é uma planta cheia de surpresas, não deixa de fazer sentido.

Parece até mentira, mas vários estudos comprovaram que a semente tem o poder de tornar a água potável novamente. A própria Google Science Fair, por exemplo, já contou com o trabalho de dois brasileiros que provaram o poder de purificação da Moringa Oleífera.

E a melhor notícia é que isso abre inúmeras possibilidades de uso nas comunidades onde não há água potável, por exemplo. E é incrível que uma planta possa nos ajudar a cuidar da nossa maior riqueza!

E você conhece outro uso possível pra essa superplanta? Se sim, fique à vontade para dividir com a gente aqui embaixo!

O post Planta, alimento ou remédio: o que é a Moringa Oleífera? apareceu primeiro em Bem de Saúde.

Teste da Artrite Reumatoide: você faz parte do grupo de risco? 0

Teste da Artrite Reumatoide: você faz parte do grupo de risco?

A Artrite Reumatoide é uma doença autoimune e que atinge cerca de 1% da população brasileira. Descubra se você faz parte do grupo de risco com nosso teste!

Mas antes, o que você sabe sobre essa doença?

O que é a Artrite Reumatoide?

De uma maneira muito simples, artrite reumatoide é uma doença reumática, crônica e autoimune. Ela é muito conhecida por atingir e danificar as articulações, especialmente das mãos, joelhos, punhos e tornozelos.

Infelizmente,  a artrite reumatoide é uma doença relativamente comum e que causa muita dor e sofrimento nas suas vítimas. Isso porque ela causa inchaço, vermelhidão e muita dor nas articulações, dificultando muito tarefas simples, como levantar da cama.

Em casos mais graves, especialmente quando não há tratamento, a artrite reumatoide pode causar deformações irreversíveis nas articulações afetadas.

Porém, com um diagnóstico e tratamento precoce é possível evitar o sofrimento.

Será que faço parte do grupo de risco?

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Reumatologia, ela atinge cerca de 1% da população brasileira. Isso por até parecer pouco, mas são diagnosticados cerca de 150 mil novos casos todos os anos! E isso apenas aqui, no Brasil!

Por isso, responda estas 7 perguntas e descubra se você tem chances de desenvolver esta doença!

Por acaso você…

1. tem mais de 30 anos? 

SIM       NÃO

2. é mulher?

SIM       NÃO

3. não pratica atividades físicas e tem uma vida sedentária?

SIM       NÃO

4. tem histórico de Artrite Reumatoide na família?

SIM       NÃO

5. tem uma má alimentação (muito açúcar, frituras e fast food em geral)?

SIM       NÃO

6. você fuma ou é fumante passivo?

SIM       NÃO

7. já teve alguma lesão nas articulações ou próximas a elas?

SIM       NÃO

Se você respondeu SIM à pelo menos 4 perguntas, suas chances de desenvolver a doença são altas. Porém, não se desespere ainda!

Isso não necessariamente significa que você desenvolverá a doença. Significa, no entanto, que você deverá ficar de olhos abertos!

Por isso, vale a pena marcar uma consulta com seu médico. Isso porque ele é o único que pode solicitar exames e confirmar o diagnóstico!

O post Teste da Artrite Reumatoide: você faz parte do grupo de risco? apareceu primeiro em Bem de Saúde.

5 melhores benefícios do Exercício Físico para sua Saúde 0

5 melhores benefícios do Exercício Físico para sua Saúde

Quando você pensa nas palavras “exercício físico”, qual a primeira coisa que vem à sua cabeça?

Muito provavelmente a sua resposta tenha sido “emagrecer“, não é mesmo?

E embora a prática de atividades físicas realmente possa ajudar no emagrecimento, os benefícios do exercícios físico vão muito além disso.

Veja agora os 5 melhores benefícios que a prática de exercício físico pode trazer para a sua saúde

1. Mais forte, mais rápido

Esse, com certeza deve ser um dos mais conhecidos benefícios da prática regular de exercícios físicos. Porém, as vantagens vão muito além de ter músculos fortes, grandes e definidos.

Isso porque, exercitar-se pode fortalecer também o outras partes do seu corpo, como o sistema cardiovascular e respiratório. E como isso é possível?

Bem, quando nos exercitamos, fazemos com que os batimentos do coração e o ritmo da respiração aumentem. Com isso, mais sangue e oxigênio são bombeados, o que, a longo prazo, pode contribuir para o fortalecimento do corpo.

E segundo especialistas, alguns exercícios, como os aeróbicos, são mais eficientes do que outros na hora de fortalecer o músculo cardíaco.

Falando em fortalecimento do corpo…

2. Doenças não passarão

Não é novidade que praticar exercícios físicos pode aumentar a sua saúde. Mas além disso, diversos estudos já comprovaram que exercitar-se também ajuda a prevenir diversas doenças crônicas.

Alguns dos benefícios da prática regular de exercícios físicos incluem melhora da circulação sanguínea, fortalecimento dos músculos e ossos, além de maior flexibilidade nas articulações. Outros benefícios são o aumento da capacidade cardiopulmonar, o que resulta em 17% menos risco de infarto.

Portanto, ao praticar exercícios físicos você pode manter afastada doenças como a hipertensão, a diabetes, o colesterol alto, e doenças reumáticas como a osteoporose. Mas, mesmo nos casos em que a doença já está aí, presente, o exercício físico pode ajudar!

De acordo com a Dra. Stephanie Siegrist, tecnicamente nenhuma condição médica poderia piorar com a prática do exercício físico correto.  O mais importante é consultar um médico que poderá ajudar você a encontrar a prática de atividade física ideal para você!

3. Sai pra lá baixo astral

Você já teve a sensação de prazer e bem-estar depois de dançar ou de fazer aquela caminhada?

Bem, isso acontece porque praticar qualquer atividade física libera endorfinas. Endorfinas são hormônios ligados à sensação de felicidade e bem-estar e contribuem para nossa saúde emocional. Justamente por isso, praticar exercícios físicos pode ser extremamente benéfico para você!

Além disso,a prática regular de alguma atividade pode contribuir para uma noite de sono melhor, para combater a insônia e melhorar sua autoestima!

E o melhor é que não existe um exercício específico que estimule mais essa sensação de prazer e felicidade. Isso porque, a rigor, qualquer atividade física tem a capacidade de nos deixar mais felizes, desde limpar a casa, até jogar aquela partida de futebol.

4. Para todas as idades

Engana-se quem pensa que praticar exercícios físicos depois de uma certa idade não é recomendável!

Na verdade, essa ideia de que existe uma idade certa para começar a se exercitar não passa de um grande mito. Embora começar atividade física desde criança seja o mais recomendado, você pode começar a qualquer momento!

Jovens, adultos e seniores levam uma vida mais tranquila e saudável quando tem o hábito de se exercitarem. Agora, é claro que nem todos os esportes e atividades são recomendadas para todas as idades.

Esportes de alto impacto como thriatlon, por exemplo, podem não ser recomendados para pessoas acima de 60 anos. Porém, isso dependerá muito mais do estilo de vida dessa pessoa do que propriamente da idade.

Isso nos leva a outro assunto…

5. Não existe o melhor esporte

Caminhada, natação, musculação, yoga, futebol ou surf…

Embora em algumas épocas alguns esportes e exercícios sejam mais mencionados do que outros, isso não passa de um mito. O que existe sim é o melhor esporte e exercício para VOCÊ, o que não necessariamente será o melhor para outra pessoa.

Em outras palavras, cada pessoa é única, tem objetivos particulares e em alguns casos, limitações físicas. E para cada caso, um esporte ou exercício físico será o mais indicado!

O importante é sempre buscar o exercício físico que você mais gosta e que mais se adapta a você e ao seu estilo de vida. Quando você faz o que gosta, você provavelmente conseguirá fazer da atividade física uma parte do seu dia e, portanto, terá o máximo de benefícios!

E você, conhece algum outro benefício da prática de exercício físico? Deixe seu comentário aqui embaixo!

O post 5 melhores benefícios do Exercício Físico para sua Saúde apareceu primeiro em Bem de Saúde.

0

Aprenda a usar o calendário lunar a seu favor

Os povos antigos já sabiam da sua influência. Aliás, civilizações inteiras tinham diversos aspectos de suas vidas guiadas por ela. Sua influência ia desde aspectos pequenos do dia a dia até os mais importantes como a pesca e a agricultura.

Você já deve saber do que estamos falando, não é mesmo?

Ao longo da história a Lua tem desempenhado papeis importantíssimos na vida em nossas vidas, provocando diversos efeitos em nosso planeta a cada fase. Talvez você não saiba, mas a lua é também o único satélite natural da Terra capaz de fazer isso!

E embora a influência da lua tenha sido considerado crendice popular durante muito tempo, ela é real! Por isso, conhecer o calendário lunar, bem como as fases da lua é tão importante!

Basicamente, o calendário lunar se divide em 4 fases, que coincidem também com as 4 fases da lua: Lua Nova, Lua Crescente, Lua Cheia e Lua Minguante. Ao longo de um mês, nós podemos perceber as 4 mudanças da lua.

Além disso, podemos aproveitá-las para realizar determinadas atividades, evitar certas atitudes ou cumprir aquela meta antiga.

Por isso, sem mais delongas, conheça agora um pouco mais sobre as 4 fases da lua e como usá-las a seu favor!

Um novo Começo

Geralmente, a Lua Nova é considerado o primeiro estágio do calendário lunar

É considerada uma fase muito importante por representar a transição da escuridão para a luz.  Justamente por isso, esta é uma ótima fase para você começar novas atividades e projetos.

Por isso, que tal aproveitar as energias desta fase da lua para colocar em prática aquele plano antigo que você sempre adiou?

Muita energia positiva

A Lua Crescente é considerada a terceira fase do calendário lunar!

Esta é também a fase perfeita para quem deseja uma mudança profissional ou no relacionamento. Isso porque, durante esta fase da lua, há muita energia proativa no ar, ideal para que você possa viver novas experiências.

Além disso, é também uma ótima fase para fazer investimentos financeiros que lhe rendam lucros rápidos!

O amor está no ar

A Lua Cheia é a terceira fase do calendário lunar. Além de ser considerada por muitos a fase mais linda, é também considerada a lua dos apaixonados.

E não sem motivo!

Durante esse período, é a fase ideal para encontrar ou reacender aquele amor. Além disso, é também uma ótima fase para dar continuidade à projetos que estão parados e alcançar sucesso profissional!

Hora do Descanso

A quarta e última fase do calendário lunar é a Lua Minguante.

Como o próprio nome diz, é uma fase onde a lua mingua e parece desaparecer do céu. Por isso, esta é também uma ótima fase para aproveitar e recarregar as energias.

Aproveite para aliviar o estresse, rever os seus resultados e estabelecer novas metas para o próximo ciclo!

Confira agora o Calendário Lunar deste ano!

Calendário Lunar de 2018

Fase da Lua
Data

Cheia
02 janeiro 2018

Minguante
08 janeiro 2018

Nova
16 janeiro 2018

Crescente
24 janeiro 2018

Cheia
31 janeiro 2018

Minguante
07 fevereiro 2018

Nova
15 fevereiro 2018

Crescente
23 fevereiro 2018

Cheia
01 março 2018

Minguante
09 março 2018

Nova
17 março 2018

Crescente
24 março 2018

Cheia
31 março 2018

Minguante
08 abril 2018

Nova
15 abril 2018

Crescente
22 abril 2018

Cheia
29 abril 2018

Minguante
07 maio 2018

Nova
15 maio 2018

Crescente
22 maio 2018

Cheia
29 maio 2018

Minguante
06 junho 2018

Nova
13 junho 2018

Crescente
20 junho 2018

Cheia
28 junho 2018

Minguante
06 julho 2018

Nova
12 julho 2018

Crescente
19 julho 2018

Cheia
27 julho 2018

Minguante
04 agosto 2018

Nova
11 agosto 2018

Crescente
18 agosto 2018

Cheia
26 agosto 2018

Minguante
02 setembro 2018

Nova
09 setembro 2018

Crescente
16 setembro 2018

Cheia
24 setembro 2018

Minguante
02 outubro 2018

Nova
09 outubro 2018

Crescente
16 outubro 2018

Cheia
24 outubro 2018

Minguante
31 outubro 2018

Nova
07 novembro 2018

Crescente
15 novembro 2018

Cheia
23 novembro 2018

Minguante
29 novembro 2018

Nova
07 dezembro 2018

Crescente
15 dezembro 2018

Cheia
22 dezembro 2018

Minguante
29 dezembro 2018

O post Aprenda a usar o calendário lunar a seu favor apareceu primeiro em Bem de Saúde.