Monthly Archive: Outubro 2018

O que é e como identificar a Depressão Sazonal 0

O que é e como identificar a Depressão Sazonal

Nos dias cinzentos é normal sentirmos certa tristeza… Mas será que isso é normal ou é a tal da Depressão Sazonal?

Aliás, no que a depressão sazonal difere da depressão? No post de hoje nós vamos falar um pouco sobre o assunto!

Saiba mais: O que é a depressão pós-parto?

O que é a Depressão?

Bem, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a depressão é considerada um transtorno mental. Ela costuma se caracterizar por uma tristeza persistente e pela perda de interesse em atividades que normalmente são prazerosas.

Além disso, ela costuma vir acompanhada da incapacidade de realizar atividades diárias, durante pelo menos 2 semanas seguidas.

Outros sintomas são a falta de energia, insônia ou sono em excesso, dores em geral, mudança no apetite e problemas sexuais. Em casos mais extremos, a depressão costuma vir acompanhada de pensamentos mórbidos e suicidas.

Portanto, como se pode perceber, muito longe de ser um problema individual, a depressão é uma questão de saúde pública. Mas fica ainda pior, já que este parece ser  um problema cada vez mais comum. Segundo as últimas estatísticas, mais de 300 milhões de pessoas sofre com algum tipo de depressão em algum grau!

Aliás, este é um dado que poucas pessoas sabem: a depressão pode ser classificada de diferentes maneiras.

Nesse sentido, a depressão sazonal tem características muito específicas que a diferencia dos outros tipos.

Saiba mais: Depressão: O mal do século XXI

O que é a Depressão Sazonal?

A depressão sazonal, se caracteriza principalmente por estar atrelada a fatores externos tais como o clima ou mesmo à determinadas épocas do ano.

Na verdade, existem diversos aspectos de nossa vida que estão atrelados aos fenômenos naturais, como por exemplo, as estações do ano, agricultura, moda ou gastronomia. Embora muitas vezes a gente não perceba, esses fenômenos naturais acabam influenciando também nosso estado de espírito.

Todas essas alterações se manifestam de diferentes formas entre as pessoas. Por exemplo, algumas apresentam alterações mínimas e conseguem conviver tranquilamente com elas no seu dia-a-dia.

Por outro lado, existem pessoas que percebem tais mudanças de uma forma tão intensa que passam a apresentar problemas significativos no seu cotidiano. É normal que no inverno as pessoas apresentem certas alterações no apetite, sono e humor, algo característico da depressão sazonal.

Você pode gostar: 10 dicas para acordar mais feliz!

Este tipo de depressão é mais freqüente em mulheres que em homens, com cerca de 4 mulheres afetadas para cada homem. É possível que suas causas estejam relacionadas com a redução da luz natural e as baixas temperaturas do inverno. Pesquisas mostram que ela é causada por um desequilíbrio biológico.

Por que a depressão sazonal acontece?

A depressão sazonal costuma ser mais frequente em países onde o inverno é mais rigoroso e os dias mais escuros. Do mesmo modo que a depressão, ela se caracteriza por alterações no humor e diminuição de energia, mas especialmente durante o outono e inverno.

Exemplos disso são os países do hemisfério norte, como Rússia, Canadá e os países escandinavos. Nesses países, é comum haver uma diminuição na luz solar durante o outono e inverno, o que contribui para tornar as pessoas mais vulneráveis às variações de humor.

Acredita-se que a ausência da luz contribui para a produção de um neurotransmissor que regula o humor, o apetite e o sono chamado serotonina. Outro fator é a produção da melatonina (responsável pelo sono), que produzida em excesso provoca a sensação de cansaço e a diminuição de energia.

Depressão e Depressão Sazonal: qual a diferença?

A diferença básica entre a depressão sazonal e a depressão maior é que esta última não precisa de uma época do ano específica para se manifestar e não desaparece com as mudanças de estação.

Algumas pessoas acreditam que o principal sintoma da depressão maior é a tristeza, mas não é. A depressão provoca uma distorção na visão de mundo e na visão que a pessoa tem de si mesma.

Para pessoas que sofrem com a depressão, sazonal ou não, os aspectos negativos passam a ter mais importância que os positivos. Quase  como se a pessoa enxergasse as coisas ao seu redor em tons de cinza.

Geralmente são os familiares e amigos mais próximos que percebem as modificações na pessoa. Por isso, é importante estar atento às mudanças de comportamento, já que passa a haver um isolamento social!

Curtiu este artigo? Deixe seu comentário aqui embaixo!

O post O que é e como identificar a Depressão Sazonal apareceu primeiro em Bem de Saúde.

5 dicas incríveis para aplicar uma compressa de gelo 0

5 dicas incríveis para aplicar uma compressa de gelo

Acidente podem acontecer a qualquer momento e em qualquer lugar, não é mesmo?

Por isso, é sempre bom estarmos preparados para o que der e vier para que possamos agir da melhor maneira possível! Aprenda agora 5 dicas incríveis para aplicação de compressas de gelo!

Saiba mais: Quando aplicar uma compressa quente?

Aliás, você sabe em que situações devemos aplicar gelo? Dá só uma conferida!

Quando aplicar compressa de gelo

De acordo com a fisioterapeuta Emília Nozawa, da USP, a compressa de gelo é mais recomendada em casos de quedas ou pancadas.

Segundo ela, o gelo tem uma ação anestésica que ajuda a evitar que o hematoma na região machucada fique muito grande.  Vale lembrar que as compressas de gelo podem ser utilizadas imediatamente após ter ocorrido o trauma

Entretanto, compressas de gelo não devem ser usadas por muito tempo. Se durante o período de aplicação da compressa de gelo a pele ficar vermelha, quente, coçar ou doer, pare o tratamento.

Portanto, a próxima vez que você cair ou bater na quina da mesa, já sabe: basta aplicar uma compressa de gelo!

Confira agora nossas 5 dicas!

Saiba mais: Como fazer um tratamento com compressas frias!

1. Nunca aplique diretamente na pele

A melhor forma de se aplicar é dentro de um plástico, ou mesmo envolvido numa toalha. Isso porque quando o gelo é aplicado diretamente na pele, ele pode machucar a sua pele, podendo inclusive causar queimaduras.

2. Aplique com uma toalha

Para isso, basta molhar uma toalha com água fria e torcer para tirar o excesso de água. Deixe a toalha no freezer para que água congele e após isso, aplique no local do trauma por alguns minutos ou até que ocorra o avermelhamento da pele.

Repita esse procedimento algumas vezes.

3. Massagem com gelo

Coloque água em um copo plástico, leve ao freezer e retire quando ocorrer o congelamento. Após isso, forre o copo com um plástico e com ele massageie a pele sobre a área muscular por um período de 7 a 10 minutos.

Você pode gostar: A Moringa Oleífera é a melhor aliada no tratamento da dor!

4. Aplicação de gelo moído

Coloque gelo moído em um saco plástico e cubra o local afetado por alguns minutos ou até que ocorra o avermelhamento da pele.

Repita esse procedimento com intervalos de tempo.

Você pode gostar: Perdeu um dente? Saiba o que fazer!

5. Gelo terapêutico

Para fazer gelo terapêutico é muito fácil!

Em um saco plástico misture 100 ml de álcool medicinal e 300 ml de água. Deve-se se certificar que a mistura está homogênea para levá-la ao freezer.

Após a mistura congelada, retire-a do freezer. Enrole o gelo terapêutico em um pano úmido e aplique-o por 20 minutos.

Você já conhecia essas dicas para a aplicação de compressa de gelo? Deixe seu comentário aqui pra gente!

O post 5 dicas incríveis para aplicar uma compressa de gelo apareceu primeiro em Bem de Saúde.

10 mandamentos para acordar feliz 0

10 mandamentos para acordar feliz

Quem não adora acordar às 6 horas da manhã em uma segunda-feira? Bom, verdade seja dita, quase ninguém!

A verdade é que muita gente não é lá muito fã de acordar cedo, segunda-feira ou não!

Para a maioria das pessoas, esse sentimento de mau humor vai se desvanecendo ao longo do dia. Após uma boa xícara de café então, o bom humor está de volta! Mas por que não começar o dia bem todos os dias?

Por isso, se você também é do tipo que não gosta de acordar cedo, se liga nessas dicas para começar o dia mais feliz!

Com essas 10 dicas você vai perceber que o segredo para acordar feliz está em dormir melhor!

Saiba mais: Conheça os principais distúrbios do sono e comece a dormir melhor!

1º – Crie uma rotina

Embora muitas pessoas digam que não gostam de rotina, ela pode nos ajudar muito na hora de dormir – e acordar – feliz!

Isso porque a rotina é uma forma de ajudar seu corpo a se preparar para o que irá acontecer, especialmente na hora de dormir. Por exemplo, ao perceber que se aproxima da hora de dormir, seu corpo

Por isso, por mais que você gosta de viver aventuras, procure criar uma rotina na hora de ir para a cama!

Desperte e vá para a cama no mesmo horário diariamente, mesmo nos fins de semana. Dessa forma você estará ajudando o seu corpo na hora de dormir!

2º – Tenha calma durante a noite 

Se você quer acordar mais feliz, o segredo está em ter uma boa noite de sono!

Para isso, é importante diminuir o ritmo no período da noite. Isso se justifica de uma maneira muito simples: quanto mais agitado você estiver à noite, mais agitado será seu sono.

Portanto, constitua um limite 1 hora antes de dormir para realizar as atividades mais cansativas. Isso se refere a exercícios físicos, conversas muito animadas e eletroeletrônicos.

Diminuir gradativamente o ritmo à noite permite que você durma melhor e acorde muito mais feliz!

3º – Não durma durante o dia

Há dias em que nem mesmo a maior xícara de café dá conta e você sente que precisa tirar aquela soneca durante o dia. E até certo ponto, não há nenhum problema nisso!

Por exemplo, aquela soneca depois do almoço é benéfica e garante o descanso indispensável para enfrentar o trabalho no resto do dia.

Entretanto, se passar dos 40 minutos, isso pode acabar atrasando o seu sono noturno, que deve ser o principal.

E, claro, se você tiver dificuldades para dormir ou tiver uma noite agitada, não conseguirá acordar bem!

Portanto, se você deseja acordar feliz, evite dormir ao longo do dia!

4º – Pouca luz durante o sono

Talvez você nunca tenha parado para pensar, mas existe uma razão para dormirmos à noite e não durante o dia.

Nós fazemos isso porque biologicamente nosso corpo é projetado para fazer isso!

Entenda, para que possamos ter uma boa noite de sono, é preciso que ocorram diversos processos. Entre esses processos, é preciso que haja a produção e liberação da melatonina, hormônio responsável por nos deixar sonolentos.

O problema é que esse hormônio só é produzido no escuro, quando não há luz nenhuma. Portanto, se você costuma usar o celular na cama, isso pode estar prejudicando a sua noite de sono e impedindo você de acordar feliz!

5º – Não se desespere se não conseguir dormir

Hoje em dia muitas pessoas têm dificuldades para dormir, especialmente devido ao uso de celulares na hora de dormir.

Isso pode se refletir em uma dificuldade de pegar no sono, em um sono agitado ou mesmo naquele tipo de sono entrecortado. Quando isso acontece, é comum que as pessoas se sintam ainda mais agitadas e angustiadas.

Se este também é o seu caso, procure não se desesperar, pois isso levará ainda mais o seu sono. Ao invés disso, caso não consiga dormir em 15 minutos, levante-se, leia um livro ou escute uma música relaxante.

Dessa forma você se mantém distraído em uma atividade calma e possibilita que o sono volte o quanto antes!

6º – Não durma logo após comer

“Não coma demais antes de dormir!” Você provavelmente já ouviu essa frase antes, talvez até mesmo dos seus pais. Embora pareça superstição ou crendice, isso é verdade!

Quando você come refeições muito pesadas pouco antes da hora de dormir, você faz com que seu corpo inteiro se concentre nos processos da digestão.

O problema real é que, ao deitar para dormir você torna esse processo mais longo e demorado, que pode causar dificuldades no seu sono.

Por isso, se você quiser acordar feliz, evite comer aquela feijoada ou o prato de tacos. Opte por opções mais leves, como sopas e lanches leves.

7º –  Tome um banho quente

Essa pode ser uma dica antiga, mas sempre válida!

Além de ser higiênico, tomar um banho quente ajuda a aumentar a temperatura do corpo. Isso faz que nosso corpo relaxe e facilita o sono REM, mais profundo.

Porém, também vale lembrar que o banho não deve ser quente demais porque isso pode acabar prejudicando a sua pele (e o seu bolso)!

8º – Movimente-se!

A prática de exercícios físicos é ótima para a sua saúde por uma série de motivos e isso você já deve saber!

E embora pareça um pouco controverso, fazer exercícios físicos com regularidade pode ajudar a dormir melhor e, consequentemente, acordar feliz!

Isso porque, além de estabelecerem uma rotina para o seu organismo, eles deixam seu corpo mais cansado e, portanto, pronto para a hora de dormir.

Lembre-se apenas de evitar exercícios físicos intensos próximo da hora de dormir. Prefira atividades mais calmas, como alongamento ou yoga!

9º – Não leve problemas para a cama

Repassar os acontecimentos do dia durante a noite é algo comum para a maioria das pessoas. A princípio, essa é uma atividade muito positiva, já que nos ajuda a colocar as coisas em perspectiva.

Entretanto, isso pode acabar se tornando um fardo, caso os acontecimentos do dia não tenham sido assim tão bons…

Por isso, evite pensar nos acontecimentos do dia se você teve um dia cheio de problemas. Ao invés disso, procure fazer uma atividade relaxante e que vá lhe ajudar a dormir, como a meditação, por exemplo!

Saiba mais: Os melhores benefícios da meditação!

10º – Durma na sua cama

Isso não quer dizer que você não possa dormir em camas que não sejam a sua, como as de hotéis, por exemplo.

Dormir na sua cama significa resistir àquele cochilo às 22h da noite no seu sofá enquanto você termina de ver um filme na Netflix!

Além de prejudicar o seu cronograma do sono, dormir no sofá pode significar dormir de mau jeito e acordar com dores. Por consequência, isso significa que você não irá acordar tão feliz quanto poderia no dia seguinte!

Por isso, nada de dormir no sofá hoje à noite, viu!

Curtiu este artigo? Compartilhe com a gente se você conhece outras dicas para acordar feliz!

O post 10 mandamentos para acordar feliz apareceu primeiro em Bem de Saúde.

0

A importância de realizar o exame de mamografia

Pelo menos 1 em cada 10 mulheres terá câncer de mama este ano, segundo estimativas do INCA (Instituto Nacional do Câncer).

O risco de desenvolvimento pode aumentar com outros fatores, como histórico familiar ou uso abusivo de terapias hormonais. Além disso, mulheres que já tiveram o diagnóstico em uma das mamas podem desenvolver a doença novamente.

E prevenir, será que é possível?

Saiba mais: É possível prevenir o câncer de mama?

Como prevenir o câncer de mama

Apesar destes fatores, não há como prever com 100% de certeza o desenvolvimento ou não do câncer de mama.

Portanto, em um contexto em que a doença não pode ser prevista ou evitada, o melhor é sempre a prevenção!

Em outras palavras, o diagnóstico precoce a partir do autoexame e de alguns exames clínicos podem aumentar as chances de combater a doença com sucesso!

Por isso, ainda que você faça o autoexame mensalmente em casa, é importante ir ao ginecologista ao menos uma vez ao ano. Lá você poderá realizar o exame de papanicolau, que ajuda na prevenção do câncer de colo do útero. Além disso, a ginecologista também poderá realizar o exame de palpação das mamas.

Saiba mais: Homem também tem câncer de mama. Entenda melhor!

De todo modo, quando se trata de câncer de mama, a mamografia ainda é o melhor método para se diagnosticar a doença em estágio inicial.

Nesse estágio, em que o tumor habitualmente se encontra com menos de um centímetro, as chances de cura são de 90%!

Todos os órgãos de saúde do mundo alertam o público feminino para a realização periódica da mamografia a partir dos 35 anos de idade.

Mas afinal, o que é a mamografia?

O que é a mamografia?
A mamografia é, sem dúvida alguma, a melhor forma de detectar o câncer de mama em estágio inicial!

A mamografia – também chamada de senografia e mastografia – nada mais é do que uma radiografia simples das mamas. Para a realização deste exame é usado um equipamento de raios-X especialmente projetado para essa finalidade, o chamado mamógrafo.

O exame é opcional para qualquer idade, mas obrigatório para mulheres acima dos 50 anos de idade. Isso acontece porque esta é a faixa etária de maior risco de desenvolvimento de câncer nas mamas.

Os equipamentos existentes hoje especialmente projetados para este fim podem descobrir lesões milimétricas de muito baixo contraste. A mamografia pode descobrir o câncer até 2 anos antes que possa ser detectado por meio da palpação.

Você pode gostar: O que você precisa saber sobre doenças reumáticas!

Como funciona a mamografia?
Fazer a mamografia pode fazer toda a diferença na hora de tratar o câncer de mama!

A paciente deve tirar a roupa da cintura para cima e se posicionar no aparelho para a realização de 2 ou mais radiografias de cada mama.

Os seios devem ser comprimidos para que fiquem com uma espessura mais uniforme. Apesar de causar algum desconforto, essa compressão é importante, pois proporciona resultados mais claros e detalhados.

Esse procedimento pode levar mais ou menos 15 minutos.

Caso o primeiro exame não apresente qualquer alteração, a orientação médica é de realizar uma mamografia por ano ou a cada 2 anos.

Também vale ressaltar que não é necessário se preocupar com a dose de radiação recebida durante o exame. Por ser uma quantidade muito baixa de radiação, as chances de afetar seu organismo negativamente são praticamente nulas.

Você pode gostar: Entenda a diferença entre Trombose e Embolia

Além disso, vale lembrar que os tumores nas pacientes mais jovens costumam ser muito agressivos. Portanto, o diagnóstico precoce pode ser a diferença entre viver com saúde ou não!

Por que a mamografia é tão importante?
Caso você desconfie de algum sintoma, busque um médico imediatamente!

Os relatórios da Sociedade Americana do Câncer mostraram que o diagnóstico por meio da mamografia pode reduzir a taxa de mortalidade em 31%.

Este índice pode ser considerado fantástico especialmente para uma doença fatal e com alta incidência como o câncer de mama. Por isso, a divulgação da necessidade de se fazer mamografia nos últimos anos é uma realização médica significativa.

Medidas como o Outubro Rosa, idealizado pelo Ministério da Saúde, ajudam a desmistificar esta doença. E isso, inegavelmente, ajuda na diminuição dos casos onde ela pode ser fatal.

E você, já fez o seu autoexame hoje?

O post A importância de realizar o exame de mamografia apareceu primeiro em Bem de Saúde.

3 maneiras de fazer o autoexame das mamas 0

3 maneiras de fazer o autoexame das mamas

Sem dúvidas, o autoexame é a melhor forma de prevenir o câncer de mama!

Apesar de tudo, muitas mulheres ficam com dúvidas na hora de fazer o autoexame das mamas.

Afinal, qual a importância deste exame? Como fazer o autoexame? O que eu devo buscar? Existe alguma recomendação específica?

Pensando nisso, no post de hoje vamos esclarecer essas dúvidas e ensinar 3 maneiras de fazer o autoexame das mamas!

Porque o autoexame é importante?

O câncer de mama ainda é um dos tipos de câncer mais comuns nas mulheres. Segundo dados do INCA, cerca de 25% dos casos de câncer em mulheres são tumores nas mamas.

Infelizmente, não há forma de prever o surgimento da doença com precisão. Por isso, ainda não é possível prevenir 100% o câncer de mama.

Saiba mais: Existe forma de prevenir o câncer de mama? 

Entretanto, um diagnóstico precoce é capaz de impedir a progressão da doença, tornando o tratamento muito mais eficaz!

O exame mais preciso para a detecção do câncer de mama é a mamografia, que  é uma radiografia dos seios. Somete este exame é capaz de identificar o microtumores até 2 anos antes de se tornar palpável!

Ele deve ser feito anualmente ou pelo menos a cada 2 anos. Os médicos passam a recomendar a mamografia às mulheres entre os 35 e 40 anos. Entretanto, em caso de histórico familiar, recomenda-se a mamografia após os 20 anos de idade.

Também vale lembrar que antes do exame de mamografia, é recomendado o autoexame das mamas mensalmente.

Aliás, você sabe como fazer o autoexame?

Saiba mais: Conheça os exames periódicos e obrigatórios!

Como fazer o autoexame das mamas?

Para se obter um diagnóstico precoce o ideal é fazer um autoexame dez dias após a menstruação. O ideal é realizar o exame mensalmente depois dos 20 anos de idade.

Depois de completar 35 anos as mulheres devem intensificar os cuidados com visitas periódicas a um ginecologista ou um mastologista.

O exame preventivo feito pelo especialista pode detectar nódulos com até 1 cm de diâmetro, além de mudanças na textura da pele, coloração e saída de secreções.

Você pode gostar: Aprenda a usar o calendário lunar a seu favor!

Existem algumas maneiras de se fazer o autoexame. Por exemplos, você pode fazer em frente ao espelho, durante o banho ou mesmo deitada.

Tecnicamente falando, não há uma maneira que seja melhor. Na verdade, o ideal é fazer as 3 maneiras, já que uma complementa a outra e torna o autoexame mais completo.

O que você deve observar ao fazer o autoexame em casa

Quando se fala de autoexame, é importante observas as mamas como um todo e isso inclui, os mamilos e as aureolas e até mesmo as axilas!

A cor: Vermelhidão ou ardor na pele do seio, especialmente ao redor dos mamilos.
O formato: Mudanças inexplicáveis no formato ou no tamanho das mamas. Afundamentos ou inchaços das mamas. Inversão da posição dos mamilos.
A textura: Enrugamento da pele do seio ou ao redor dos mamilos, semelhante à textura da casca de laranja.
Os mamilos: Saída de líquidos e secreções esbranquiçadas ou sanguinolentas dos mamilos.
A pele: Coceira ou feridas na pele ao redor dos seios e dos mamilos.

Como mencionamos acima, existe 3 maneiras de fazer o exame. Vamos explicar agora como você pode fazer o autoexame das mamas em casa!

1. Em frente ao espelho

Fique em frente ao espelho.
Deixe os braços caídos e observe atentamente os seios.
Posicione as mãos na cintura, faça força e observe novamente os seios.
Coloque as mãos atrás da cabeça e observe o tamanho, posição e forma do mamilo.
Pressione levemente os mamilos e observe se há saída de secreção.

2. Durante o banho

Levante o braço esquerdo e o apoie atrás da cabeça.
Com a outra mão, examine a mama esquerda.
Com a polpa dos dedos, comece tocando a pele ao redor dos mamilos e vá expandindo.
Sinta a textura, a temperatura e observe o formato da mama e dos mamilos.
Pressione levemente os mamilos e observe se há saída de secreção.
Faça movimentos circulares, de cima para baixo.
Repita os movimentos na mama direita.

3. Deitada na cama

Deite na cama e coloque uma toalha dobrada no ombro direito.
Sinta a mama direita com movimentos circulares a partir dos mamilos.
Coloque uma toalha dobrada sob o ombro direito para examinar a mama direita.
Sinta a mama com movimentos circulares, fazendo uma leve pressão.
Apalpe a metade externa da mama, até as axilas.
Inverta o procedimento para a mama esquerda.

Caso sinta algum nódulo ou mudança na textura ou tamanho, procure um médico ginecologista ou mastologista. Ele realizará o exame clínico de mama e poderá solicitar a mamografia para avaliar corretamente.

Com estas dicas, fazer o seu autoexame ficará muito mais simples!

Achou este artigo útil? Deixe seu comentário aqui embaixo e compartilhe!

O post 3 maneiras de fazer o autoexame das mamas apareceu primeiro em Bem de Saúde.

Mito ou verdade: Existe câncer de mama no homem? 0

Mito ou verdade: Existe câncer de mama no homem?

Você pode até pensar que pelo fato de ser homem, não precise se preocupar com o câncer de mama. Porém, nesse caso você estaria redondamente enganado, infelizmente!

Na verdade, pouca gente sabe, mas o câncer de mama no homem existe sim e pode ser um problema grave. Estima-se que para cada 100 casos de câncer de mama em mulheres, existe 1 homem!

Em outras palavras, cerca de 1% dos casos da doença são homens!

Embora seja bem mais raro entre o sexo masculino, a doença é um risco para pacientes menos preocupados com a qualidade de vida e histórico familiar.

Mas, será que isso chega a ser um problema?

Você pode gostar: O que acontece quando a testosterona está baixa?

Câncer de mama no homem é um problema?

Como falamos em outro post, o câncer ocorre quando existe uma produção desenfreada de células. Quando essa proliferação celular anormal se concentra nas mamas, o diagnóstico é um caso de câncer de mama.

Porém, quando pensamos em mamas, geralmente pensamos em seios, ou seja, mulheres. Entretanto, vale lembrar que mamas e seios são coisas diferentes!

Mais que isso, é importante ressaltar que homens também possuem glândulas mamárias, ou seja, mamas. Portanto, o câncer de mama pode representar um problema para os homens também!

Saiba mais: É possível prevenir o câncer de mama?

O surgimento da doença está relacionado a fatores de risco recorrentes nas mulheres e alguns deles são:

Histórico familiar
Histórico de tumores anteriores
Excesso de peso
Dieta rica em gordura
Tabagismo
Alcoolismo

Além disso, vale lembrar que assim como nas mulheres, a incidência do câncer de mama aumenta com a idade. Por isso, homens a partir dos 35 e acima dos 40 anos devem prestar a atenção também!

Por que é tão difícil de diagnosticar?

Infelizmente, diagnosticar o câncer de mama no homem é um pouco mais complicado do que no caso das mulheres. Isso se deve, basicamente a um motivo: a falta de conscientização!

O maior motivo de detecção da doença em estágio avançado é o preconceito e a falta de conscientização sobre a importância da realização dos exames de rotina.

Além disso, a demora no diagnóstico também dificulta o tratamento do câncer de mama em homens. A princípio, o que parece um pequeno caroço pode ser interpretado por médicos como um caso de ginecomastia, ou seja, crescimento benigno das mamas.

O principal sintoma do câncer de mama no homem é o aparecimento de nódulo indolor na região da auréola, popularmente conhecida como o ‘bico do peito’. É nessa região que o tecido mamário se concentra, podendo provocar coceira e irritação.

Geralmente o tumor é percebido pelo próprio paciente ou sua parceira. Junto com o aparecimento do nódulo, é comum haver queixas de secreção e sinais de disseminação local como retração do mamilo e ulcerações.

Você pode gostar: Quais os principais sintomas da Gonorreia?

Como fazer o diagnóstico?

É bom lembrar que o diagnóstico de câncer de mama no homem deve ser feito por um médico. Mas, além disso, é necessário que o próprio homem preste atenção aos sinais que podem surgir.

Você pode gostar: Como a Moringa pode ajudar no tratamento da impotência?

As formas mais eficazes para detecção precoce do câncer de mama são o autoexame mensal das mamas, o exame clínico (a partir dos 40 anos) e a mamografia em caso de suspeita.

E você, sabia que o câncer de mama também podia afetar os homens?

O post Mito ou verdade: Existe câncer de mama no homem? apareceu primeiro em Bem de Saúde.

0

8 Dicas para Emagrecer com Responsabilidade

Não seria incrível se existisse uma maneira de emagrecer magicamente do dia para a noite? Ou ainda uma fórmula emagrecedora que funcionasse para todo mundo?

Pois é, seria maravilhoso, mas a verdade é que não existem atalhos quando o assunto é emagrecimento!

Emagrecer de vez é um processo longo e que pode ser um pouco complicado mesmo. Até porque, perder peso tem a ver também com aspectos que vão além de mudar a sua dieta ou de fazer mais exercícios físicos!

Saiba mais: Top 5 Benefícios de uma boa alimentação!

Para emagrecer com responsabilidade é preciso também cuidar da parte emocional durante este processo. 

E o que exatamente significa emagrecer com responsabilidade?

A psicóloga especialista Letícia Silva explicou um pouco mais sobre esse conceito pra gente!

     Como emagrecer com responsabilidade?
Afinal de contas, o que há de tão diferente em emagrecer com responsabilidade?

Primeiramente, é preciso definir o que significa emagrecer com responsabilidade.

Isso significa que o processo de emagrecimento vai muito além do que você coloca no seu prato.

Também vai além dos exercícios físicos e da caminhada que você faz. E antes que você argumente, é claro que esses são fatores decisivos para quem quer emagrecer de vez.

Entretanto, eles não são os únicos! Portanto, emagrecer com responsabilidade significa reconhecer que existem outros elementos que influenciam o seu processo de emagrecimento.

Elementos tais como a maneira como você enxerga a si mesma, a sua relação com a comida e até mesmo a forma como você lida com situações estressantes.

Emagrecer é um ato de amor-próprio, de busca pela autoestima e de todos os prazeres da vida: social, profissional, familiar, sexual.

Saiba mais: Conheça os 5 melhores benefícios dos exercícios físicos!

Por isso, emagrecer com responsabilidade tem a ver também com o seu emocional e isso pode ser decisivo na hora de se livrar daqueles quilos extras na balança!

Então de uma forma muito resumida, emagrecer com responsabilidade é resgatar e reconstruir a sua identidade ao mesmo tempo que perde peso.!

E como fazer isso?

A psicóloga Letícia Silva nos deu 8 dicas fantásticas e que vão ajudar você, mostrando que este processo pode ser leve, prazeroso e revelador!

Dá só uma olhada…

     8 dicas para emagrecer com responsabilidade
Emagrecer com responsabilidade significa cuidar do seu corpo como um todo!

1. Descubra quem você realmente é, o que gosta, quais seus limites e quais pensamentos te sabotam.

2. Se desfaça daquilo que já não lhe serve mais, sejam situações, atitudes, coisas, e até mesmo relacionamentos.

3. Definas as suas metas, e seus objetivos e estabeleça datas para alcançá-los.

4. Encontre uma dieta e uma rotina de exercícios que se adaptem à sua rotina e não o contrário!

5. Não se culpe por (ainda) não ter conseguido chegar onde você queria, pois cada um tem o seu próprio tempo para emagrecer.

6. Elogie-se cada vez que você conseguir cumprir um plano alimentar ou os exercícios do dia!

7. Não compare os seus resultados com os resultados de outras pessoas, especialmente na internet!

8. Lembre-se que cada pessoa tem o próprio ritmo de emagrecimento e que, com o tempo, você conseguirá alcançar a sua meta!

Podem parecer dicas simples, mas seguir elas tornará o seu processo de emagrecimento mais completo e saudável!

Saiba mais: 20 Pequenas mudanças que vão fazer você perder peso!

E você, conhece outras dicas que ajudaram você a emagrecer com responsabilidade? Compartilha com a gente aqui embaixo!

O post 8 Dicas para Emagrecer com Responsabilidade apareceu primeiro em Bem de Saúde.

0

Como perder peso definitivamente com estas 5 dicas

Você também sente muita dificuldade para emagrecer?

Pois é, você não está só nessa jornada…

E por que será que isso acontece? Por que, apesar de tantas dietas, rotinas de exercícios e programas de emagrecimento, nós não conseguimos perder peso?

Saiba mais: Você é o que você come! Será verdade?

     Como perder peso definitivamente?

Conversamos com a psicóloga Letícia Silva e ela nos deu uma pista muito valiosa! Não conseguimos emagrecer porque, na maioria das vezes, ignoramos os aspectos emocionais do emagrecimento.

Em outro post, nós comentamos sobre como emagrecer com responsabilidade, ou seja, levando em consideração todos os aspectos emocionais.

Saiba mais: 5 Dicas para Emagrecer com Responsabilidade!

Hoje nós vamos aprofundar um pouco mais o tema e lhe contar 5 dicas de especialista sobre como perder peso definitivamente!

     DICA 1: Pare de se culpar
Não ter alcançado os seus objetivos (ainda) não significa que você é o problema!

Talvez você já tenha tentado emagrecer outras vezes e não tenha tido os resultados que esperava e… tudo bem!

Ainda que isso seja realmente um pouco frustrante, você não deve se culpar!

A verdade é que existem várias razões para que dietas e programas de exercícios não funcionem exatamente como você esperava.

Um exemplo é o fato de que cada corpo é único, e que cada metabolismo tem o seu próprio tempo. Portanto, cada um de nós tem um ritmo diferente de emagrecimento!

Saiba mais: Os 10 mandamentos da beleza que você precisa conhecer!

Além disso, a culpa é um sentimento corrosivo e perigoso que pode levar você a comer ainda mais como forma de se consolar.

Por isso, é importante que você…

     DICA 2: Conheça os seus sabotadores

Talvez essa seja uma das mais valiosas dicas para perder peso que você lerá aqui!

Isso porque os seus sabotadores sejam, possivelmente, os seus maiores inimigos na hora de perder peso definitivamente.

Eles são aqueles “conselheiros” interiores que muitas vezes fazem você acreditar que não há problema em sair da dieta hoje. É só mais um pedaço de pizza, tudo bem!

Aquela vozinha interior que diz que tudo bem se você não se exercitar hoje, amanhã e depois. Afinal de contas, todo mundo precisa descansar, não é mesmo?

Saiba mais: Chocolate estimula a serotonina. Será que isso é verdade?

São os mesmos “amigos” que fazem você buscar conforto na comida quando você não está nos seus melhores dias. Pois é, os seus sabotadores não são os seus melhores amigos e nem estão interessados no seu bem…

Portanto, observe o modo como você lida com os medos, com as inseguranças, as incertezas e as frustrações. Reconhecer os seus sabotadores é o primeiro passo para se livrar deles e perder peso definitivamente. 

Fazer isso pode ser um pouco assustador, mas com certeza valerá muito a pena!

     DICA 3: Faça uma limpeza
Faça uma limpeza de tudo aquilo que você já não precisa mais e livre-se do excesso de peso!

Fazer uma limpeza é o terceiro passo para quem deseja perder peso definitivamente!

É claro que não necessariamente estamos falando do sentido literal de limpeza (embora essa também nunca seja uma má ideia). Estamos falando aqui de uma limpeza mais profunda, uma limpeza interior que permitirá que você olhe para dentro de si!

A partir do momento que você se observa e sabe quem é está na hora de jogar fora aquilo que você não precisa mais.

Porque pode até não parecer, mas “engolir sapo” é altamente calórico!

Portanto, se você quer realmente emagrecer deve primeiro se livrar de tudo aquilo que te aborrece ou magoa.

Isso pode ser aplicado à objetos, roupas, atitudes e até mesmo pessoas! Remover e encarar os entulhos pode ser uma tarefa complicada, mas que vale muito a pena!

     DICA 4: Defina suas metas
Definir as suas metas é um passo importante para perder peso definitivamente

Quando se trata de perder peso definitivamente, definir as metas significa que você está assumindo com convicção esta jornada.

Portanto, isso quer dizer que você sabe o que quer, onde quer chegar e que fará o possível para alcançar esse objetivo. Porém, é importante ressaltar que o seu planejamento deve sempre ser realista e deve respeitar os seus limites acima de tudo!

Por isso, coloque em um papel quantos quilos você deseja perder e estabeleça uma data para chegar no seu peso ideal.

Saiba mais: Top 5 Benefícios de uma boa alimentação!

Depois disso, defina o que você irá fazer para perder peso definitivamente. Ou seja, quais estratégias você vai usar para emagrecer, qual dieta você escolherá, como será sua alimentação, quais exercícios você fará e assim por diante.

Ah, vale também lembrar que não alcançar a sua meta de emagrecimento no tempo previsto não quer dizer que você falhou. Significa apenas que você deve rever as suas metas.

Por isso, elogie-se sempre que conseguir seguir a dieta ou o plano de exercícios!

     DICA 5: Mude seus hábitos
Cada pessoa tem o próprio caminho e sua própria maneira de perder peso definitivamente!

Saber aonde você quer chegar não significa que você já está lá. Do mesmo modo, saber o quanto e como você quer emagrecer não significa que você já se livrou dos quilinhos a mais.

Por isso, ao tomar a decisão de emagrecer de vez, procure se alimentar de forma adequada, além de fazer exercícios.

Busque os alimentos que fazem bem para o seu corpo, assim como as atividades físicas que fazem você se sentir bem.

Saiba mais: 20 Pequenas mudanças que vão te fazer perder peso!

Se você não gosta de comer pães integrais, não coma. Encontre um alimento igualmente saudável e que você goste de comer.

Se você não gosta de ir à academia, não vá! Ao invés disso, busque uma atividade ou um esporte que você goste, seja, dança natação, yoga, futebol ou mesmo crossfit.

Quando se trata de emagrecer cada pessoa tem o próprio caminho e sua própria maneira de fazer isso.  Portanto, encontre hábitos que funcionem para você e que fazem você se sentir feliz.

Até porque, quando a dieta ou a atividade física deixam de ser uma obrigação, elas passam a fazer parte do seu dia-a-dia. E não há maneira mais eficaz de emagrecer de vez!

Deste modo, perder peso será um processo muito mais divertido e eficaz!

Curtiu essas dicas?

E fique ligada porque nos próximos posts nós vamos falar mais sobre o assunto!

O post Como perder peso definitivamente com estas 5 dicas apareceu primeiro em Bem de Saúde.

0

O que é o efeito sanfona e como evitá-lo

Era uma vez uma bela mulher que havia conseguido emagrecer magicamente e em pouco tempo.

Um belo dia ela ganhou todo o peso novamente. Mas, isso não era problema, pois ela poderia perder tudo rapidamente de novo.

E foi o que ela fez!

Ela emagreceu, engordou, emagreceu e engordou novamente milhares de vezes. No final, ela viveu frustrada para sempre!

Você já ouviu essa história antes?

Pois é, o efeito sanfona pode ser um grande vilão na hora de emagrecer…

Saiba mais: 20 Pequenas mudanças que vão fazer você perder peso!

     O que é o efeito sanfona?
O efeito sanfona é também conhecido como fenômeno ioiô ou ciclismo de peso.

O efeito sanfona, também conhecido como efeito ioiô, nada mais é do que a perda de peso seguida da recuperação do peso perdido em pouco tempo.

Nesses casos, não importa muito o método utilizado para emagrecer, seja dieta, atividade física ou medicamentos. Isso porque o que mais importa aqui é que logo a pessoa recupera todo o peso perdido.

Em medicina, o efeito sanfona também é chamado de ciclismo de peso e, infelizmente, é um fenômeno muito comum nas sociedades urbanas modernas.

Você pode gostar: Você sabe a diferença entre TPM e TDPM?

As primeiras publicações sobre o efeito sanfona apareceram há cerca de 20 a 30 anos, o que coincide com o aumento exponencial dos casos de obesidade nos Estados Unidos.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 50% dos brasileiros podem ser considerados obesos. Isso é um problema muito grave e que leva muitas pessoas a buscarem métodos de emagrecimento rápido.

Mas emagrecer rápido demais pode ter suas consequências…

     Porque o efeito sanfona pode ser perigoso?
Engordar e emagrecer pode ser mais perigoso do que você pensa!

Quando reduzimos drasticamente a quantidade de alimentos ingerida (ou seja, de calorias), também reduzimos o nível de leptina no sangue. Outra consequência é o aumento nas concentrações de grelina.

A leptina, hormônio produzido no tecido gorduroso, transmite sinais de saciedade para o cérebro. Essa substância foi descoberta em 1994, e seu nome deriva da palavra grega leptos, que significa magro.

Já a grelina é produzida no estômago e tem o objetivo de levar sinais de fome ao cérebro. Essa substância foi descoberta recentemente pelos japoneses, e age estimulando o apetite do dia-a-dia. Em outras palavras, a grelina é o hormônio da fome.

E o que isso tem a ver com o efeito sanfona? Tudo!

Durante a dieta, já que a quantidade de leptina é reduzida e a de grelina é aumentada, o indivíduo fica mais propenso a ceder à tentação na próxima refeição.

Saiba mais: Chocolate estimula a serotonina: mito ou verdade?

Já que esses dois hormônios atuam na regulação do metabolismo, as alterações acabam por ocasionar uma redução do gasto de calorias do organismo, favorecendo o efeito sanfona.

     Como evitar o efeito sanfona?
Algumas medidas simples podem ajudar a evitar o efeito sanfona!

A máquina de economia energética do ser humano está programada para nos defender da escassez de alimento. Portanto, quando perdemos peso rapidamente, nosso organismo “pensa” que vamos morrer de inanição devido à falta de comida.

Então ele tenta nos “proteger” facilitando o ganho de peso. Em outras palavras, nosso próprio corpo nos faz buscar comida e armazena a gordura como energia reserva.

O grande problema é que esse é um ciclo muito difícil de se romper porque uma vez que o peso é recuperado, as chances da pessoa embarcar em uma nova dieta radical são altas.

Saiba mais: Quais os benefícios da prática de exercícios físicos?

E embora alguns indivíduos possam estar mais predispostos a apresentar oscilações de peso, ainda não há um estudo genético específico sobre esse assunto. O que já se tem certeza é que o sexo – masculino e feminino – e a idade aumentam a propensão ao efeito sanfona.

Entretanto, independente da genética, medidas radicais demais para emagrecer não resolvem o problema.

Por exemplo, dietas muito restritivas, rotinas de exercício muito exaustivas ou medicamentos sem acompanhamento podem facilitar a ocorrência do efeito sanfona.

Ou seja, quanto mais radical o método de emagrecimento maior é a chance de ocorrer o fenômeno ioiô. Portanto, use e abuse do bom senso na hora de escolher uma forma de emagrecer!

Saiba mais: 8 dicas para emagrecer com responsabilidade!

E mais importante que isso, vá com calma! Dê tempo ao seu corpo para se adaptar à nova rotina de modo a começar a perder peso. Este é o melhor método para evitar o engorda e emagrece do efeito sanfona!

E você, conhece outras formas de evitar ciclismo de peso? Compartilha com a gente aqui embaixo!

O post O que é o efeito sanfona e como evitá-lo apareceu primeiro em Bem de Saúde.